lusco-fusco

english bellow

Ontem foi um dia repleto de lusco-fusco.

Foi um dia de aperto. Um aperto lento e moroso, pequenino, que mói.

Um aperto no coração.

Sabíamos que só uma coisa nos faria vacilar em qualquer decisão: a nossa família. E embora não nos tenha feito mudar de planos ou pedido para ser diferente, vimos no fundo dos seus olhares uma alma inquieta. Em cada lágrima e tremer de lábios, percebemos a dor que não lhes cabia. Que aperto!

É que o mais insuportável na vida é sentir que fazemos sofrer profundamente aqueles de quem mais gostamos. É indescritível.

Nunca nos pediram para desistirmos deste sonho, nunca verbalizaram um “não vão”, mas escondiam-no por entre pensamentos e sentimentos, em cada abraço ou noite mal dormida.

Amor de mãe. 

Mas a confiança muda tudo. Temos esperança que confiem em nós; acreditem que iremos cuidar mais de nós, por elas, que por nós próprios. Iremos esperar, escutar, olhar duas vezes e só depois então atravessar. Vamos fazer de cada dificuldade um desafio, e encarar cada alegria como uma graça.

O caminho, faz-se caminhando. Mentiríamos se dissessemos que é “só” largar tudo e partir. Não é. Porque o “só”, é uma imensidão.

Hoje, está menos lusco-fusco.

Mais logo, partilhamos a aventura em direto, vamos tratar de estar cheios de luz. Na RTP1, até lá!

 


 Before the departure

It is always difficult to prepare things before you start a large journey. You never know what to put inside your backpack, and you find yourself stuck between too much stuff and not enough stuff for all those special days which you think you are going to have very often.

It is nice to go but you always think you are leaving something behind. It might be things, duties, or people, but there is always this feeling that you should take all you favorite things with you, that you still have some duties to do before you depart but you don’t have time, and the worst feeling, that you are leaving your warriors behind, the ones that support you all the time, your family and friends.

Then you remember that they will be always with you and you are taking them in your heart and you get ready to move on.

But still, this is the saddest part of every trip, saying good bye.

Anúncios

4 thoughts on “lusco-fusco

  1. Admiro a vossa coragem, nos também somos assim. Boa sorte na vossa aventura se por acaso passarem Pelo Dubai digam alguma coisa pelo menos terao onde dormir. Deixo aqui os meus Contactos +971 503507741 e-mail pessanha.nuno@gmail.com Ja agora somos a familia Pessanha Eu Nuno, a Marta e a Pequena Beatriz. Vivemos no Dubai á 1 ano e meio e adoramos viver aqui depois de ter passado por Angola 3 anos e Singapura 2 anos.
    Podemos dar contactos de amigos Em Singapura pois vivemos la 2 anos e temos muitos amigos por la inclusive portugueses na Malaysia tambem no Brasil Em São Paulo.

    Gostar

    1. Olá Nuno! Agradecemos de coração a vossa mensagem!
      O Dubai não faz parte do nosso roteiro, contudo, nunca se sabe…. Mais perto, tudo será possível. Vamos caminhando e tomando decisões. Por isso, já guardámos os vossos contactos 🙂 Obrigado pela vossa disponibilidade e partilha! Até breve!
      E um beijinho para a Beatriz!

      Gostar

  2. Boa tarde Joana e Tiago.
    Eu chamo-me Mónica, tenho 18 anos e vivo na Suíça. Estava na sala com a minha mãe e o meu irmão quando de repente vimos um casal de pombinhos na televisão a dizer que queriam ir dar a volta ao mundo num ano e meio. Eu, que não costumo muito ver televisão, fiquei contente por haver assuntos que me despertam realmente interesse. Assim que explicaram a vossa ideia, lembrei-me logo do TedTalk do Tomislav Perko, que eu já tinha visto há algum tempo no Youtube. Eu também gostava muito de poder viajar e conhecer novas culturas e novos lugares, mas como ainda não posso acho que por agora resta-me só poder ajudar-vos 🙂
    Nós moramos em Rorschacherberg, no cantão de St. Gallen. Da nossa casa podemos ver o Bodensee, o lago que faz fronteira com a Alemanha e a Áustria. Nós moramos num apartamento pequeno mas temos sofás á disposição.
    Se esta for a vossa rota, nós ficaríamos muito contentes em disponibilizar a nossa casa pelo menos por uma noite.
    Continuaremos a seguir o vosso blog e podem sempre escrever-me um e-mail a responder ou pelo Twitter.
    Caso tenham alguma dúvida, não hesitem em perguntar.
    Muita sorte para o vosso projeto e vão dando notícias.

    Mónica Balixa – monica.balixa@hotmail.com

    Gostar

    1. Querida Mónica, ficámos muito felizes quando lemos a teu mensagem e gratos pela tua boa vontade! Mais tarde, ou mais perto, escrevemos-te e esperamos que nos possamos encontrar!
      Não deixes fugir essa tua vontade de viajar e conhecer novas culturas e lugares, porque é a única coisa que podemos fazer para ficar verdadeiramente ricos! ❤
      Um beijinho e até breve!

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s